Usando E-mails externos no Mailing Boss da Builderall

Usando E-mails externos no Mailing Boss da Builderall

Aqui você tem um artigo do que fazer e do que não fazer para implantar e-mails externos no Mailing Boss da Builderall… Este artigo completa o post Implante seus domínios de Recursos na Builderall.

email marketing builderallPASSO 1 – Definindo um e-mail de um domínio externo para o E-mail Marketing da Builderall, o Mailing Boss

Antes de sair criando campanhas, listas, etc, o melhor a fazer é definir um e-mail que será o e-mail que ENVIA (sender) as mensagens e que eventualmente RECEBE  (recipient) de volta as dúvidas de quem recebeu a mensagens.

Para simplificar sua vida, sugiro que seja o mesmo  e-mail para enviar e receber retornos.

A Builderall recomenda este vídeo como tutorial.

Só siga adiante depois que seu domínio externo estivar verificado!!!

Your domain has been successfully verified.

Veja a tela abaixo:dominios no mailing boss 2

Voltando para a tela de DOMAINS do Mailing boss, você verá que o domínio incluído aparece com status de verificação positiva (YES).

Por que foi necessário fazer uma verificação?

Você deve estar se perguntando: isso tudo é realmente necessário? Porque motivo? A própria Mailing Boss explica:

“With sending domains you can verify the authenticity of the domain used in the campaigns FROM email field.
Verification is very simple, it involves adding just two DNS TXT records for the domain used in the FROM field of a campaign.
Once a sending domain is verified, all future campaigns sent from the verified domain will be DKIM signed and will pass SPF validation, thus giving a higher inbox delivery rate.

Traduzindo isso para nós mortais: pense numa carta física. Alguém escreve a carta e posta no correio. Alguém do correio transporta e entrega no destinatário. No caso da Internet, alguém escreve a carta (o e-mail) e a envia pela internet. O envio é feito por vários servidores, até chegar ao servidor do e-mail de destino.

A primeira coisa que o servidor de destino pergunta é: qual foi o servidor que postou este e-mail??? (o de saída, original). Ele diz um educado “olá” para esse servidor. Se o servidor não responder, ele entende que é um endereço que não existe, é “fake”… Já recusa o e-mail de cara.

A segunda coisa que ele faz é olhar em listas negras de domínios e IPs, para ver se o domínio de origem está “barrado no baile“: se estiver, ou joga o e-mail fora (nem vai para o destinatário) ou manda direto pra caixa de LIXO do destinatário. Se nada disso acontecer, aí sim ele tenta colocar o e-mail na caixa de entrada do destinatário.

O problema quando você usa um sistema como o Mailing Boss, ou Sendgrid ou outro, é que eles tem milhares de usuários. Basta um deles mandar uns 10.000 e-mails de uma lista comprada, ou muito antiga… Quando o servidor do provedor de e-mails manda, acaba sendo classificado como um servidor que manda SPAM. Vai parar na lista negra. Aí você entra no sistema e vai mandar uma campanha sua com apenas 10 e-mails, depois de ter batalhado esses e-mails, feito opt-in direitinho… e esses e-mails de seus leads capturados com todas as boas práticas vão parar diretamente no lixo dos destinatários – quando conseguem chegar… Por isso a BuilderAll não está deixando subir listas sem pedir ao suporte – e se pedir – explicar muito direitinho de onde vem essa lista.  

Quando você associa um domínio seu a um provedor de e-mails, no nosso caso o Mailing Boss, quando o servidor de destino pergunta quem está mandando ele enxerga o SEU novo domínio. Se você nunca usou esse e-mail e fez SPAM com, ele, ele é “ficha-limpa“. ELE PASSA NO TESTE. Aí as chances de seu e-mail de fato chegar à caixa de de entrada do desatinatário sobe exponencialmente. É 100% garantido? Não!

Porque, diferentemente dos correios – onde o carteiro entrega a carta mas não pode ler a correspondência, é ilegal – os servidores de destino hoje abrem a correspondência recebida e leem tudo antes do destinatário. Se tem conteúdo ofensivo, se tem muitas palavras como grátis, gratuito, promoção imperdível,etc. ele vai aumentando pontos. Se tem imagens de origem duvidosa, aumenta ainda mais pontos. Se faz links para sites que estão na lista negra, então, ganha um monte de pontos (daí a importância de ter um domínio próprio na área de RECURSOS, que tenha o nome limpo na praça). Quanto mais pontos o e-mail ganha, maiores são as chances de ser classificado como SPAM. E aí vai para no lixo do destinatário, direto, se tiver um mínimo de pontos.

Passo 2 – Testando o envio de e-mails através de uma Campanha no Mailing Boss

Mailing BossLISTA TESTE

O Mailing Boss é o sistema de e-mail utilizado pela Builderall para enviar e-mails em campanhas para listas de e-mails que estão dentro do Mailing-Boss. 

Se você não tem uma lista, crie uma de teste com 2 ou 3 e-mails, tendo pelo menos 1 e-mail que você tenha acesso para conferir se a campanha chegou direitinho.

  1. CRIE UMA LISTA DE TESTE – Coloque 2 ou e e-mails numa lista de teste no Mailing Boss. MENU > Lists e clique o botãozinho plus
  2. Vá em Menu > Lists e em Lista Teste clique no ícone Acrescente 1 ou e usuários na lista, clicando em CREATE NEW. Defina o status desses e-mails como CONFIRMED.
  3. Em advanced: defina o nome do Remetente e o seu e-mail externo, obrigatoriamente. (senão ele adota o seu e-mail de usuário e isso pode lhe dar muita dor de cabeça)

Agora você tem uma lista com 1 ou 2 usuários confirmados.

CAMPANHA TESTE

  1. Agora vamos para EMAIL > CAMPAIGNS > E-MAIL REGULAR, Clique no botão CREATE NEW
  2. Use a lista acima para esta campanha e envie a campanha. Em alguns segundos ela estará enviada.

Tenha certeza absoluta de que o e-mail de remetente é o mesmo e-mail externo que você criou no seu provedor de serviços. Se o preenchimeto aparecer como opcional, ignore e coloque o e-mail externo. Confira se o e-mail chegou direitinho,

ERROS QUE COMETI – EVITE PERDER HORAS OU DIAS…

ERRO 1 – ENVIEI A CAMPANHA COM E-MAIL DO GMAIL (E NÃO DO PROVEDOR EXTERNO)

Infelizmente, a primeira campanha que enviei para 2 e-mails de teste caíram direto na caixa de SPAM do meu gmail.  Encontrei um Tutorial da Builderall USA falando sobre problemas de SPAM no MailingBoss (MailingBoss How to Avoid Spam).

A primeira coisa que o tutorial fala é que você NÃO pode usar gmail, hotmail, yahoo, etc no e-mail da empresa (como remetente ou recipiente, para os retornos). O perfil da empresa fica  no seu perfil (no topo da página, do lado direito). Como eu me cadastrei na Builderall com meu gmail, ele povoou os emails da empresa (SEND e REPLYTO) com o mesmo e-mail do gmail.

Lá fui eu: cliquei na abinha COMPANY do lado direito e fui acertando o que faltava e os 2 e-mails, substituindo-os, no meu caso, por franquias@franqueamento-builderall.com – que no meu caso é o e-mail EXTERNO que criei para enviar e-mails em todas as campanhas de teste. Muito cuidado, não sei porque, mesmo salvando as alterações, as vezes não salvava. Decidi fazer e salvar uma alteração de cada vez. Aí clicava na abinha de PROFILE (para sair de COMPANY) e clicava novamente em COMPANY, para ver se tinha mesmo alterado o campo.

FIz isso até ter certeza de que tudo mudou conforme eu queria.

ERRO 2- CONTINUEI ENVIANDO COM E-MAIL DO GMAIL (E NÃO SABIA…)

Copiei a campanha que falhou para uma nova campanha e reenviei novamente. Tudo com o e-mail do novo domínio. De novo, caiu na CAIXA DE SPAM do gmail. . O mais incrível é que quando você está definindo a campanha, antes de enviar para toda a lista, pode enviar um e-mail de teste DO TEMPLATE que está usando. Este e-mail de teste NUNCA CAI no SPAM do GMAIL, mas ao enviar a campanha o mesmo E-MAIL cai em SPA. 

Desconfiei do conteúdo do meu template de e-mail…Também usei a própria ferramenta do Mailing Boss para ver se o conteúdo do meu e-mail de campanha era caracterizado como SPAM. Ele me deu uma nota 2,5. Mas não disse o que isso significava, mesmo me parecendo um valor baixo (deveria haver uma indicação de escala para o usuário, na tela, para ele saber se é bom ou ruim). Usei uma ferramenta externa em Test the Spammyness of your Emails, que me disse que meu e-mail era quase perfeito. Então não era problema de conteúdo.

Nota: para usar o testador de SPAM acima, ao entrar na página ele lhe dá um e-mail de teste para onde deve ser enviado o seu e-mail. Acrescente esse e-mail à lista de teste da sua campanha ANTES de enviá-la novamente.

Resultado do testador:teste de SPAM

 

Resultado do E-mail recebido pelo GMAIL: spam gmail

lapis updateComeçou a dar desespero.

Volto ao tutorial americano para ver se há mais alguma dica. Parece, agora, que o problema está na “Lista Teste” que eu montei (ANTES DE ACERTAR OS DADOS DA EMPRESA, em COMPANY, no perfil). Hammm.

Na lista “Lista Teste”, clico no ícone de UPDATE, a do lápis (update). Clico em ADVANCED. Sim, está tudo errado.

Os dados da lista não foram atualizados automaticamente quando acertei os dados de COMPANY, no perfil: a lista permanece com os dados antigos. Putz. Tenho de acertar os dados da lista. Se eu tivesse criado a lista DEPOIS de acertar os dados no perfil, em COMPANY, talvez estivessem corretos. De imediato aprendo que, antes de criar qualquer lista, é melhor ANTES acertar os dados do perfil na COMPANY… Também os COMPANY DETAILS estão sem as informações que redefini no perfil, em COMPANY. Tenho de atualizar tudo novamente. A lista criada antes não capturou os dados atualizados no perfil da COMPANY. De novo, vou acertando e conferindo, um a um, os COMPANY DETAILS.

ERRO 3 – AS COISAS AUTOMÁTICAS DO GMAIL PODEM LHE ENGANAR

Muito bem, minha lista teste parece finalmente parece estar OK.

Copio e envio a campanha e envio novamente. De novo, o e-mail caiu em SPAM. spam gmail 2

 

O jeito é apelar para o Suporte da Builderall. Conferi e reconferi tudo, continua o SPAM. Ocorre que minha conta de Gmail pessoal – nos testes anteriores – já tinha classificado o e-mail externo como SPAM!!! Ou seja, estava barrado no baile. Volto à lista teste, apago a conta de e-mail que automaticamente classificou meu e-mail EXTERNO de remessa como SPAM e inclui uma outra conta de G-mail a que tenho acesso.

Duplico e reenvio a campanha, Confiro o E-MAIL. Sucesso total: não caiu no SPAM do novo e-mail (saiba que perdi dias e dias com isso). Cuidado para o Gmail não lhe pregar uma peça!!! 

Quer ter uma franquia de hospedagem e marketing digital 100% on-line?

http://clickstobricks.info/implante-seu-dominio-no-e-mail-marketing-da-builderall/

Implante seus domínios na Builderall

Implante seus domínios na Builderall

Aqui você tem um passo a passo com dicas do que fazer e do que não fazer para implantar seus domínios na Builderall…

Instalando domínio próprios na BuiderallPasso 1 – Registre um domínio para divulgar seus RECURSOS

Isso é bom. Seus links de recursos, dentro Microfranquias Builderall, poderão ser enviados por esse domíniio, diminuindo a probabilidade de sereM considerados como SPAM.

PoR enquanto, pense nesse domínio de RECURSOS apenas como um domínio apenas de DIVULGAÇÃO de seus funis, da franquia ou mesmo do sistema Builderall.

Você depois poderá definir e ter domínios COMPLETAMENTE diferentes para as áreas de CONTEÚDOS: blogs e sites que for construir futuramente,

O domínio para RECURSOS

O domínio que vai ser registrado para RECURSOS pode ser feito em qualquer lugar (LOCAWEB. GODADDY, ou NAMECHEAP (os domínios mais baratos do mercado) , ou diretamente no http://registro.br.

Note que o registro.br NÃO é um provedor de serviços (de hospedagem). É apenas uma entidade que registra domínios. E permite que você aponte esse domínio registrado para qualquer provedor de serviços. Ótimo: se fizer o registro lá, basta apontar os DNSs para a Builderall: o domínio que registrei para RECUROS, franqueamento-builderall.com.br ,  foi apontado para os servidores Builderall:

Servidor de nomes BUILDERALL
ns1.l4dns.com
ns2.l4dns.com

Domain names for just 88 cents!

Pode demorar até 48 horas para se propagar os DNSs em todo mundo. Você pode verificar isso em em DNS Propagation Checker: https://www.whatsmydns.net/#NS/franqueamento-builderall.com.br. Não fique nervoso se a propagação não chegar na Rússia (a menos que vá vender lá, hehehe). Depois que você ver que os DNSs do seu domínio estão propagados no mundo (esqueça a Rússia), aí sim, você volta para a área de RECURSOS do Builderall e pede para conectar o seu domínio ao sistema de recursos.

Você verá que agora sim, qualquer que seja o recurso escolhido, ele sempre conterá o seu domínio. Note que ao mudar de recurso, o link muda (essa dica não é muito clara para iniciantes.. – e nós iniciantes apanhamos no começo). Eses links de recursos – que variam – contém o seu ID. Ou seja, se alguém clicar nesse link, o seu ID (identidade dentro da Buiderall) vai ser usado para saber que foi você que fez um usuário entrar na página e, se a pessoa comprar algo, associar a venda a você, garantindo as suas comissões de venda.

Porque é importante ter um domínio próprio para RECURSOS, você pode estar se perguntando… Porque o domínio genérico Builderall, que é muito usado em muitas campanhas de diversos usuários (QUE NÃO USAM UM DOMÍNIO PRÓPRIO), pode ser considerado como uma espécie de “SPAM” nas campanhas de marketing nas redes sociais, ou em outros sites onde você compra TRÁFEGO. Com isso, sua campanha é “barrada no baile“. Usando um domínio próprio essas chances caem praticamente a zero.

domínio para E-MAIL MARKETING, BLOG PRÓPRIO, SITE PRÓPRIOPasso 2 – Domínios próprios para Sites e Blogs

Você pode criar e associar outros domínios a blogs e sites (responsivos ou pixlel perfect),

Se você usar o domínio radical para um blog ou site, estará apto a definir, dentro do próprio Builderall, quaisquer e-mails associados a esses domínios. Porque eles estarão, no seu provedor de serviços, apontados para os DNSs da Builderall, que tem 100% de AUTORIDADE sobre eles:

Servidor de nomes BUILDERALL
ns1.l4dns.com
ns2.l4dns.com

O acesso a esses e-mails, definidos dentro do próprio Builderall,  é feito pelo domínio webmail.seudominio.com.br.

Nota Importante: ao criar um blog ou site, você conseguirá inventar infinitos subdomínios.  Porém, você não conseguirá definir nenhum e-mail internamente no Buiderall para subdomínios específicos. Por outro lado, você pode definir infinitos e-mails para domínios epecíficos. É uma lógica interessante e coerente.E você pode usar estes e-mails internos no Mailing Boss, o e-mail Marketing da Builderall

Se você não quiser (ou puder) usar e-mails definidos internamente no Builderall

Se você quiser usar numa campanha do Mailing Boss um e-mails externo, esse domínio NÃO estará apontado para a Builderall.

Como a AUTORIDADE do domínio neste caso não estará na Builderall,  essa autoridade estará no seu provedor de serviços externo,  que tenha um painel de gerenciamento de DNSs – e que permitará acrescentar registros tipo TXT, CNAME e outros.

Neste caso, você precisará criar o e-mail no provedor externo. E, no gerenciador do provedor externo, acrescescentar os 2 registros TXT e o registro CNAME que são usados pelo Mailing Boss quando usa e-mails FORA da BuilderAll.

Não se esqueça de fazer a verificação. Veja nosso artigo sobre uso de e-mails externos ao Buiderall.

Espero que com isso tenha conseguido acertar seus domínios. Se tiver dúvidas,críticas ou sugestões, por favor me escreva.

Quer ter uma franquia de hospedagem e marketing digital 100% on-line?

http://clickstobricks.info/implante-seu-dominio-no-e-mail-marketing-da-builderall/

O caminho para ter sucesso com Aplicativos Móveis (Apps)

O caminho para ter sucesso com Aplicativos Móveis (Apps)

Não é fácil ter sucesso com aplicativos móveis (APPs). Mesmo que você tenha feito tudo certo no desenvolvimento desse aplicativo móvel. Depois do mesmo estar pronto, há uma espécie de “calvário” pelo qual todos aplicativos passam. Depois de instalados nos dispositivos móveis.

Veja que interessante o estudo feito por Deepak Abbot que mostra um “funil de sobrevivência” pós-instalação: na verdade, 99,5% das aplicações móveis passa, forçosamente pela “Lei de Atrito”,  que faz com que seus desenvolvedores (ou empresas patrocinadoras) fiquem lutando com altas taxas de  desinstalações e baixo nível de engajamento.

75% das APPs é desinstalada nos primeiros dentro de 30 dias.  O funil abaixo fornece uma visão geral de como e por que se perde usuários, em vários “Momentos da Verdade”.

funil de aplicativos móveis

Meta de Conversão = Qualquer coisa significativa, diretamente alinhada aos objetivos de negócio da sua empresa. Exemplos: – Primeiro pedido em uma App de e-coomerce, compartilhamento social em um aplicativo de notícias, convidando amigos em um aplicativo social, criação de lista de reprodução em um aplicativo de música, inscrição para uma conversão offline, IAP em um aplicativo Freemium, em breve, etc.

Seja para ganhar dinheiro ou mesmo conseguir um alto engajamento, é preciso dar atenção e foco em pelo menos 4 “Momentos da Verdade“, mostrados acima, tentando eliminar, reduzir ou evitar os motivos que levam à desinstalação ou ao não uso. Só isso pode melhorar a relação entre APPs ativos/ APPs instalados. Não há outra forma de “ser vencedor”.

Momento da Verdade 1

De longe, o mais crítico – e você já vivenciou isso. Ocorre em D1, no dia da instalação. De cada 100 instalações, 30 são sumariamente apagadas. São aplicações com engenharia ruim, que não tem boa interface ou não cumprem o que prometem ou simplesmente não funcionam direito. Das 70 que sobram, somente 7 são testadas a fundo. 63 ficam “descansando” para testes num segundo momento…

Momento da Verdade 2

Ocorre entre D2 e D5, ou seja, no resto da primeira semana. Das 63 instalações que ficaram para ser testadas depois, mais 20 são sumariamente desinstaladas…  Com isso, já se atinge uma taxa de 50% de desinstalação na primeira semana… A aplicação não consegue engajamento, ou não resolve um problema recorrente e real do usuário ou simplesmente apresenta problemas técnicos. Esta etapa converte somente 9 (7+2) dos usuários.

Momento da Verdade 3

Ocorre entre D6 a D15, ou seja, até o final da primeira quinzena de uso. Mais 18 aplicações são desinstaladas, chegando á taxa acumulada de 68% de desinstalação. Novamente, a aplicação não conseguiu engajamento, ou chegou ao fim dos casos de uso (ficando sem utilidade futura), ou não é valiosa a ponto de ficar ocupando o espaço (crítico em muitos celulares ainda), tem muito SPAM (mensagens e propagandas que incomodam). Ou o usuário achou uma aplicação equivalente e melhor! Esta etapa converte somente 2 usuários ativos.

Momento da Verdade 4

Ocorre na segunda quinzena da instalação, entre D16 a D30. Aqui mais 5 aplicações são desinstaladas sumariamente por motivos como elevado consumo, consumo de muito 3G na retaguarda, pouco espaço no dispositivo. Ou simplesmente não passa na limpeza periódica que as pessoas fazem no celular, descartando o que é inútil ou muito pouco útil.

Numa outra ponta, mais 5 aplicações são desinstaladas porque não tem ganchos de fidelização, ou tem metas repetitivas (como jogos e desafios simples) ou, novamente, o usuário descobriu uma aplicação melhor…

Com isso, a taxa acumulada de desinstalação chega a 78%. Das 22 aplicações que permanecem instaladas, 11 ficam dormindo no celular (instaladas mas inativas) até que haja uma manutenção periódica nos meses seguintes. Das 11 que convertem e engajam os usuários, somente 3 se convertem em usuários fiéis e 8 em usuários ativos (mas não muito engajados).

Conclusão

Resumindo, a cada 100 aplicações, em geral apenas 3 conseguem atravessar o funil de sobrevivência e converter usuários fiéis.

É possível analisar o mesmo funil para o volume de downloads de uma única aplicação da sua empresa (desde que, ao ser desenvolvida a APP, sejam incorporada a possibilidade de capturar e monitorar esses dados). Por exemplo, se a cada 100 downloads 80 forem apagados em D1, há algo muito errado com a aplicação… Ou se 30% ficarem “dormindo” além de 30 dias, isso significa que a aplicação é uma forte candidata à próxima limpeza no dispositivo.

Se sua aplicação não engajar e gerar usuários fiéis (cujas metas e métricas você estabelece em seu plano de engajamento, durante ou até antes do início de desenvolvimento), não vai ter sucesso. E se você não medir e acompanhar o que acontece depois de lançá-la (montando o seu próprio funil de sobrevivência), jamais saberá o que deve ser feito para melhorar sua taxa de sucesso. É fundamental administrar o que se chama de Ciclo de Vida do Cliente (com relação ao uso da aplicação – e não com relação a seus hábitos de vida), reduzindo os atritos e encantando os clientes.

Publicado originalmente no site da Opus Software

Quer ter uma franquia de hospedagem e marketing digital 100% on-line?

http://clickstobricks.info/implante-seu-dominio-no-e-mail-marketing-da-builderall/